IBRAPNL — Instituto Brasileiro de Programação Neurolinguística
Há 25 anos criando ferramentas para melhorar relacionamentos.

Blog

Artigos sobre PNL

O Efeito Nefasto do Elogio

Elogios, cobranças, acusações, crítica, correções, julgamentos e diversas formas de ajuda são padrões de comunicação que afirmam algo sobre o mundo interno do interlocutor. Geralmente, isso tem a intenção, consciente ou não, de levar o outro a adaptar-se à expectativa do comunicador. Pode parecer estranho ou surpreendente que o elogio faça parte dessa lista. Talvez, exatamente por não parecer que pertence ao conjunto, o elogio seja o mais nefasto, o mais perturbador destes padrões!

O elogio deveria comunicar simplesmente o reconhecimento genuíno e espontâneo do resultado produzido pelo interlocutor, mas geralmente não funciona assim, porque não é dirigido ao seu resultado, mas ao seu mundo interno. O que poderia ser “Olha, você acertou”, é veiculado como “Nossa, como você é inteligente”! O segundo jeito deixa o interlocutor com a obrigação de acertar de novo e gera uma ansiedade desnecessária, aumentando a possibilidade de erro na próxima tentativa. A insistência nesse tipo de elogio com leitura de mente, isto é, com afirmações sobre o mundo interno do outro, acaba por produzir no outro um grande medo de errar. Pergunte a um procrastinador se ele foi uma criança ou um jovem muito elogiado e a resposta será um sim.

O elogio carregado de intenção de agradar, de educar, de estimular o outro, de influenciar e educar pessoas, pior do que ineficaz, é especialmente danoso, principalmente se for estruturado como leitura de mente. O processamento do elogio pela pessoa elogiada é o mesmo da cobrança, da acusação, e do autojulgamento e, mais do que esses, produz um impacto fortemente negativo sobre a autoestima da pessoa. Já o elogio espontâneo e genuíno, sem a intenção de influenciar o outro e com ênfase no resultado, pode até ser bom. Em geral, depois de muito experimentar, tenho preferido não me arriscar a elogiar, deixando para a própria pessoa a avaliação de seus resultados positivos!

-Mauricio de Souza Lima-